https://www.facebook.com/soribeiro14

https://www.facebook.com/soribeiro14
"As vezes falta rumo e sobra perna, o jeito é andar".

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Perdas e Ganhos, em um amargo e hoje Doce Novembro...


...Por vezes , escondida durante aqueles dias que pareciam intermináveis, lágrimas derramadas, em segredo, escondidas. Não reclamava de nada, não reclamava daquilo que o destino havia traçado. Pela vidraça, olhava a vida lá fora, cinza, tingida pela amargura e tristeza de meu coração.
Colidi com o destino e no confronto pude reavaliar o que tinha por dentro..tantos medos,tanta incerteza...que vazio. Via a vida escapar pelos vãos dos dedos, e sem reclamar seguia invólucro momento,  tormento...
Os olhos buscavam a remota esperança de ainda poder ver o sol, caminhar  beira mar...Havia um toque de vida,cabia pensamentos,sonhos,silêncios.Eu feito concha,barco  a beira mar, á deriva.
Confortava-me no meu próprio abraço, me calava...”eu”... meus segredos, meus medos, sentimentos que insistiam em brotar por dentro.
Não pude fugir disso, estava escrito, foi designado, tinha que ser aceito e assim resignado.
Queria fazer poesia, queria sentir alegria, queria gritar pelo que temia e pelo que não tinha.
O amor, ah! esse se confundia, se esvaia... nem o perfume dele mais sentia.
Cada dia se  abria em “aspas”  e findava em reticências... Em pensamento me despedia da Vida, do Amor.
POR DENTRO O VAZIO, O ECO!
Faltava o abraço, o sonho, a vida florida... o colo, o acalento na noite mal dormida.
Esse foi o mais longo tempo de minha valorosa Vida.
Família, amigos, amor... quanta torcida...obrigada meus amados por fazerem parte desta jornada,sem vocês tudo teria sido muito mais dolorido.
Minha alma vagava, os pés tocavam pedras no caminho... eu pedia “para  mundo que eu quero descer” não entendia aquela trajetória,aquela trilha...um cânion, e eu que nem gosto tanto de aventuras,me aventurei ,encarei.
Foi preciso deixar cortar,mutilar, doer até sangrar, juntar pedaços, reorganizar, e querer prosseguir... foi o período da transmutação.
As asas foram crescendo, a “lagarta” se transformou em “borboleta” a borboleta ,se transformou  “MULHER”.


"Porque a vida é um presente,não importa o laço". Há que agradecer.
Obrigada Papai do Céu por todas as bençãos e graças concedidas.Amém!


12 comentários:

blog da lille disse...

Bom dia!
Depois dessa iluminação...desejo que você vida tudo isso que conquistou.
Beijos

Maria disse...

Sonia,
Eu sempre visito seu blog, adoro as mensagens e me encanto com a sua sensiblidade.Nunca havia me arriscado a tecer algum comentário, mas este seu texto me tocou profundamente, em especial. Tive a sensação de que cada palavra, cada reticência, cada sentimento, ali escritos,foram colhidos do meu próprio coração.Só que, este aqui, ainda busca o chão!

*Sô* disse...

Lilly amiga querida,agradeço o carinho.Bj

*Sô* disse...

Maria, agradeço imensamente suas visitas,e fico muito feliz em saber que as postagens lhe agradam.Nesta terrível viagem,foi onde descobri que há tempo para tudo,há momentos p chorar,há momentos para caminhar,há momentos em que nos encontramos...tudo há seu tempo, precisa deixar amadurecer seja o que for.Fique firme em seu propósito,logo vc encontrará o chão,não te conheço mas já torço por isto.
Sempre bem vinda!Agradeço as palavras/carinh.
Bjs

Carmen disse...

Querida amiga, nós sempre pensamos que a vida nos prega peças, e não é verdade, já trazemos as peças que nós mesmos pedimos para tê-las, para o nosso aperfeiçoamento moral e espiritual. Com certeza foi muito difícil a sua colheita, porém, através da sua educação espiritual, você foi paciente e resignada, sem jamais perder a esperança, lutou, lutou, e venceu. Tornou-se, profundamente,melhor e mais sensível, forte e guerreira do bem e do amor, muito mais agradecida. Que Deus lhe abençoe sempre, que você viva intensamente tudo o que você conquistou e continua conquistando.
Amiga, lhe tenho um carinho muito grande, não conheço a sua matéria mas nossos espíritos se conhecem muito bem. Adoro você (mesmo sem vê-la) Bjs no coração com carinho.
Poema - Carmen Nascimento

Maria disse...

Obrigada! Eu tbem torço para que a Luz permaneça em seu caminho! Acho que descobri a sintonia da sensibilidade: somos piscianas! kkkk

*Sô* disse...

Carmem, concordo com vc os acontecimentos e o tempo me mostraram isto.Obrigada tbém tenho enorme carinho por vc, espero q ainda possamos nos conhecer,super bj e meu carinho sempre.

*Sô* disse...

Maria, isto faz toda a diferença no ser humano, ser de do signo de peixes!rsrsrs...muita Luz e Paz!
Bjs

Soninha disse...

So, bom dia.. texto esplêndido querida, traz emoções fortes, texto recheado de felicidade , parabéns1 beijos

literaturaemcontagotas disse...

Sô, que texto mais lindo, mais inspirador! Vc é um exemplo de mulher. Admiro muito essa coragem, essa sensibilidade e essa luz que você emana.Você merece tudo de melhor, amiga! Beijos! Karina

*Sô* disse...

Soninha, obrigada pelo carinho aqui deixado, um bj

*Sô* disse...

Karina,agradeço o carinho amiga querida!!Obrigada, é por essas e por outras q tudo valeu e vale a pena...recebo tanto amor que tudo supre!Bjks